As Filhas da Igreja no Brasil
 
Ontem
 
       Sentir com a Igreja, foi sempre um anseio na vida da nossa Fundadora Maria Maria Oliva que sempre foi  atenta e aberta em acolher os apelos da Igreja e dar resposta adequadas. A missão do Brasil como as outras da América Latina são resposta aos desafios que a Igreja Latina americana, no momento histórico dos anos 60 tem que enfrentar: comunismo e setas Protestantes. Una resposta corajosa e entusiástica. Assim ela se expressa: <>, << O Brasil deu-me sempre muita consolação>>, e as irmãs escolhidas para esta fundação evidenciaram bem o fervor missionário e o <>.
 
        
        Solicitadas pelo Padre Schelly Andrade Souza a Fundadora enviou as primeiras irmãs com destinação Ibicaraí - Bahia. Chegaram ao 6 de março de 1966, para ajudar na Paróquia. Sem medir sacrifícios necessidades e se organizaram na área da Evangelização (catequese, formação de lideres, visitas as familias, pastorais da juventude e vocacional, animação litúrgica) e da Promoção Humana (ambulatório, alfabetização, corte, tricô, etc.)  Esta comunidade fechou-se em 1985
 
 
Hoje
 
      Iluminadas pelo "Místico" queremos nos tornar Eucaristia para sermos na sociedade e na Igreja presença missionária, no serviço evangelizador e profético. Ser "abertas ao Mistério para tornar-se Eucaristia" é fazer com a Igreja, nossa Mãe, a opção preferencial pelos pobres para ocupar um lugar fundamental e significativo na realidade onde vivemos e atuamos, que é construir o Reino de Deus porque "devedoras de amor a todos porque todos são o podem ser igreja", sendo "Pão" partido e repartido entre os pobres.
      Hoje nós somos presentes em duas cidades da Bahia, Salvador e Maracás.
 
Maracás
       Convidadas pelos Bispos Dom Cristiano Jacob Krapf, da Diocese de Jequié, se aberta uma comunidade com o título de Nossa Senhor Aparecida, em Maracas no dia 17 de julho de 1985, A nossa presença é de  colaboradoras paroquiais, com atividades na evangelização (catequese, animação litúrgica, pastoral da juventude e vocacional, CEBs, pastoral da criança e do menor, zona rural e formação de lideres) e na Promoção Humana (encontro com as Gari, acompanhamento das familias, alfabetização e projetos: Ágata Esmeralda e Pixote.).
 
Salvador
       Por vivo desejo da Superiora Geral Madre Elda SG, aos 25 de março de 1988, abriu-se a comunidade como o título Santa Maria do Sim a Itacaranha, Paróquia de São Bras de Plataforma , periferia da cidade de Salvador, como sede da Delegação, casa de noviciado e Atividades de Evangelização (animação litúrgica, formação de lideres, CEBs, Pastoral da criança, Ensino da Liturgia no Seminário Propedeutico, etc) e Promoção Humana (alfabetização, corte costura, bordado, curso de informática, cestas básicas para as familias carentes, acompanhamento as familias, projetos: Ágata Esmeralda, Pixotes e Pedras Vivas, que são as construções de casas as familias carentes.)
       Hoje a comunidade de Santa Maria do Sim abraça 4 casas com diferentes objetivos:
1- Casa da Delegação do Brasil e noviciado
2- Casa de acolhida das jovens, de acompanhamento e de discernimento vocacional
3- Casa de Retiro, favorecendo a todos que desejam e querem estar com o Senhor em uma intimidade de oração e silêncio.
4- Casa Centro Social Madre Maria Oliva Bonaldo para a Promoção Humana e a Evangelização.
 
Abertas ao Mistério para tornar-se Eucaristia
       
         Percorrendo os caminhos da comunhão e da caridade, aprofundando a eclesilogia Eucarística, queremos que as nossas Comunidades tenham o olhar voltado para o Mistério da Trindade, que abita em nós e cuja luz há de ser percebida também no rosto dos irmãos que estão ao nosso redor.
    A mãe Negra Aparecida derrame o seu olhar materno sobre este projeto, para aprendermos Dela a acolher a Palavra de Deus, do Magistério, o Carisma, e sermos atentas aos apelos do Espírito. Para viver come Ela o Mistério Pascal de Cristo onde se consuma o amor e brota a vida.

 


Enkel - Due Metri